Presidente do Cazaquistão quer prolongar boa relação com Espanha

Astana, 10 jun (EFE).- O rei da Espanha, Felipe VI, se reuniu, neste sábado, com o presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, ofereceu para continuar com a relação ao mais alto nível entre os dois países, lavrados durante o reinado de Juan Carlos I.

Nazarbayev recebeu com honras máximas Felipe VI no Palácio presidencial Ak-Orda, em Astana, com o objetivo de refletir a boa sintonia que caracterizam as relações diplomáticas com a Espanha, que este ano completa seu 25º aniversário.

Na sua primeira visita ao Cazaquistão como rei, por causa da inauguração da exposição internacional de Astana, Felipe VI agradeceu as "calorosas boas-vindas" e o "privilégio de poder continuar a fantástica relação" bilateral.

Nursultan Nazarbayev afirmou estar "muito agradecido" ao apoio que a Espanha e o rei Juan Carlos sempre deram para o país desde a sua independência da URSS, em 1991, quando foi eleito presidente.

"A Espanha tem sido um país muito próximo ao Cazaquistão", disse o presidente cazaque no início da reunião, onde se mostrou "orgulhoso" da cooperação econômica e cultural estabelecida até agora.

Após insistir em que a Espanha é "um grande país, com uma ampla história e cultura", Nazarbayev afirmou que o objetivo é potencializar a colaboração econômica.

Ele também elogiou o apoio da Espanha na eleição, pela primeira vez, do Cazaquistão como membro não permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas para o período 2017-2018.

Felipe VI felicitou o presidente cazaque pelos esforços feitos pelo seu país para organizar a exposição de Astana, cuja cerimônia de abertura contou com a presença de vários governantes estrangeiros, entre eles o russo Vladimir Putin e o chinês Xi Jinping.

Na chegada ao palácio, Nazarbayev, que esteve no casamento de Felipe VI com a rainha Letizia, em Madri, em 2004, deu as boas-vindas ao monarca na parte externa do edifício após ele deixar o carro.

Em seguida, foram interpretados os hinos dos dois países e chefes de Estado passaram revista à unidade militar presente no ato.

Durante o encontro, o rei da Espanha e Nazarbayev repassaram os principais assuntos de interesse da agenda comum, em especial o interesse em aumentar o investimento de empresas espanholas no Cazaquistão, um dos países com mais recursos da região graças suas reservas de petróleo e gás.

A Espanha conta já com empresas, como Talgo, Maxam e Indra, que têm notável presença na ex-república soviética, mas aspira penetrar em outros setores, especialmente, o das infraestruturas, diante dos projetos que tem em mente o governo cazaque.

A visita ao palácio presidencial terminou com um almoço com a delegação espanhola, que fazem parte o ministro da Relações Exteriores, Alfonso Dastis, e o secretário de Estado de Cultura, Fernando Benzo.

O encontro com Nazarbayev encerrou os compromissos bilaterais mantidos pelo Rei durante a sua estadia de dois dias em Astana.

No dia de ontem, esteve com Xi Jinping, com o secretário geral da ONU, António Guterres, e com o presidente do Uzbequistão, Shavkat Mirziyoyev.

Ele também teve um breve encontro informal com Putin durante a cerimônia de abertura da exposição internacional.

Felipe VI vai concluirá hoje sua viagem para Astana com a visita ao pavilhão da Espanha na feira, cujo título é "Energia para o planeta".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos