Seis policiais afegãos morrem em bombardeios por erro das forças americanas

Cabul, 10 jun (EFE).- Pelo menos seis polícias afegãos morreram neste sábado e 14 ficaram feridos em vários bombardeios das forças aéreas americanas que atingiram por erro um posto de controle e uma viatura da polícia afegã na província de Helmand, no sudoeste do país.

"Os bombardeios aéreos aconteceram ontem à noite contra Polícia de Fronteiras do Afeganistão, até agora foram confirmadas as mortes de seis polícias e outros 14 estão feridos", indicou à Agência Efe uma fonte do governo provincial, que pediu o anonimato.

O porta-voz do governador da província de Helmand, Omar Zwak, confirmou o incidente e indicou que há vários membros das forças de segurança mortos e feridos, ainda que não tenha especificado quantos.

"Não podemos oferecer mais detalhes, já que estamos atualmente investigando o incidente", afirmou.

As forças americanas também confirmaram o ocorrido em um comunicado no qual transferiram as suas "profundas condolências" às famílias dos afetados por "este desafortunado incidente".

"O pessoal das Forças Nacionais de Segurança Afegãs (ANSF) morreu e foi ferido em operações noturnas na província de Helmand", indicou a nota, que também informa que há uma investigação andamento "para determinar as circunstâncias específicas que provocaram este incidente".

Um porta-voz talibã, Qari Yusuf Ahmadi, disse através do Twitter que os membros das forças de segurança tinham se infiltrado nesta região para surpreender os talibãs, mas que "dezenas" de policiais morreram nos bombardeios.

Helmand é uma das regiões mais inseguras e conflituosas do país. Neste momento, oito dos 14 distritos da província estão sob controle ou ameaça dos talibãs, segundo o Inspetor Especial Geral para a Reconstrução do Afeganistão (Sigar) do Congresso dos EUA.

A violência aumentou no Afeganistão desde o final da missão de combate da Otan no país em 1 de janeiro de 2015 em meio a um avanço dos insurgentes, que reduziram o território sob controle do governo a apenas 57% do total, de acordo com o Sigar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos