Estados Unidos auxiliam tropas filipinas em combate a jihadistas em Marawi

Manila, 11 jun (EFE).- O governo das Filipinas confirmou neste domingo que os Estados Unidos estão prestando assistência técnica às tropas locais que combatem desde o dia 23 de maio um grupo de jihadistas ligados ao Estado Islâmico (EI) na cidade de Marawi, no sul do arquipélago.

A ajuda, que foi detalhada em um comunicado emitido pelo Palácio de Malacañang, a residência oficial do presidente das Filipinas, se limita à assistência técnica e contradiz as palavras do presidente Rodrigo Duterte, que hoje garantiu desconhecer a participação de efetivos americanos.

O texto também indica que não há soldados americanos combatendo os islamitas no terreno.

Segundo a última recontagem oficial, pelo menos 220 pessoas morreram após quase três semanas de enfrentamentos em Marawi, que fica no norte da ilha de Mindanao.

Os combates começaram no dia 23 de maio depois que fracassou uma operação militar para capturar Isnilon Hapilon, líder do grupo jihadista Abu Sayyaf, também vinculado ao EI, e que estava sendo custodiado por integrantes do Grupo Maute.

Os islamitas contra-atacaram, tomando parcialmente a cidade, e atearam fogo a uma delegacia, a uma escola, a uma prisão e a uma igreja, onde sequestraram um pároco e 13 paroquianos que mantêm como reféns.

No entanto, segundo fontes governamentais, o assalto a Marawi também foi, provavelmente, planejado com antecedência, devido à grande quantidade de provisões com as quais o grupo armado parece contar.

O exército recuperou, desde o primeiro dia de batalha, 90% da cidade e tenta liquidar "pequenos grupos de resistência" entrincheirados e que utilizam civis como escudos humanos nos bairros do centro de Marawi.

Os soldados atuam com base na lei marcial, declarada pelo presidente em toda a região de Mindanao no mesmo dia em que começaram os enfrentamentos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos