Kuwait anuncia que Catar está disposto a cooperar para resolver crise

Cairo, 11 jun (EFE).- O ministro de Relações Exteriores do Kuwait, Sabah al Khalid al Sabah, anunciou neste domingo que o Catar está disposto a "entender as reais inquietações e preocupações" dos países árabes e a fazer "grandes esforços" para resolver a crise diplomática.

O governo do Catar está pronto para dar os passos necessários para resolver a crise com os países "irmãos" no âmbito do Conselho de Cooperação do Golfo (GCC, sigla em inglês) para "respaldar a segurança e a estabilidade" na região, diz um comunicado divulgado pela agência oficial kuwatiana, "Kuna".

Na nota, Sabah reiterou que o Kuwait vai prosseguir com seus esforços diplomáticos para resolver a crise e resgatar os laços fraternais que unem os países da região.

O emir do Kuwait, xeque Sabah al Ahmad al Jabir al Sabah, agiu como mediador no conflito e viajou nos últimos dias para Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos (EAU) e Catar.

Arábia Saudita, EAU e Bahrein, além do Egito, romperam na segunda-feira da semana passada as relações diplomáticas com o Catar, alegando que Doha financia grupos terroristas, e também impuseram um bloqueio terrestre, naval e aéreo sobre o emirado.

Os três países do Golfo Pérsico também ordenaram que os cidadãos cataris residentes em seus territórios devem deixá-los em um prazo de 14 dias.

Os países do Golfo exigem que Doha suspenda seu apoio a grupos terroristas, entre os quais incluem a Irmandade Muçulmana, e que rompa seus laços com o Irã, país com o qual o Catar compartilha as maiores reservas de gás natural do mundo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos