Após rumor sobre sua saúde, Raúl Castro recebe chanceler de Luxemburgo

Havana, 12 jun (EFE).- O presidente de Cuba, Raúl Castro, recebeu nesta segunda-feira em Havana o ministro de Relações Exteriores de Luxemburgo, Jean Asselborn, um dia depois de um grupo de dissidentes ter publicado no Twitter que ele estava em "grave estado de saúde".

Castro, que completou 86 anos no último dia 3, recebeu Asselborn no Palácio da Revolução. Os dois conversaram sobre as "positivas relações entre Luxemburgo e Cuba e temas da agenda internacional", segundo a emissora estatal cubana.

Nas imagens mostravas pela emissora estatal era possível ver Castro com uma tradicional camisa cubana e conversando com o chanceler de Luxemburgo na presença do Ministro de Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez.

Castro costuma receber os chefes de Estado ou governo que visitam Cuba, mas não é comum que isso ocorra com chanceleres e outras autoridades de menor escalão, exceto no caso de países com vínculos históricos, políticos ou econômicos com a ilha.

O opositor Guillermo Fariñas, que venceu o Prêmio Sakharov para a Liberdade de Pensamento do Parlamento Europeu em 2010, escreveu no domingo no Twitter que Raúl Castro estava recebendo atendimento médico porque estava em "grave estado de saúde" devido ao agravamento de "transtornos neurológicos, hepáticos e cardíacos".

Farinãs não identificou suas fontes e só explicou que elas eram "militares e ex-militares que estão desiludidos com a atual situação e com o rumo tomado pelo governo em Cuba".

O dissidente, que lidera a Frente Antitotalitária Unida (Fantu), afirmou posteriormente, na mesma rede social, que Castro não estaria em "estado crítico de saúde" ou "morrendo", mas ainda sim "está muito doente".

Raúl Castro governa Cuba desde 2006, quando seu irmão, Fidel Castro, que morreu em novembro do ano passado, transferiu provisoriamente o poder por causa de uma grave doença intestinal.

Em fevereiro de 2008, Raúl assumiu oficialmente a presidência e anunciou que deixará o cargo em fevereiro de 2018, após dois mandatos consecutivos. No entanto, até o momento, não se sabe o nome de seu sucessor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos