Hamas nega ter chegado a acordo com Egito para resolver crise

Gaza, 12 jun (EFE).- O Hamas negou ter chegado a um acordo com o Egito para resolver seus problemas econômicos e dar fim a sua dependência da Autoridade Nacional Palestina (ANP), de Mahmoud Abbas, indicaram nesta segunda-feira várias fontes próximas ao movimento islamita.

"As informações não são corretas", apontou à Agência Efe uma fonte próxima ao Hamas sobre as informações que asseguram que a delegação de líderes islamitas que viajou na semana passada ao Cairo tenha chegado a um acordo.

Segundo esta fonte, os representantes do Hamas, que viajaram para o país vizinho no último dia 4 de junho com o novo chefe do movimento na Faixa de Gaza, Yahya Sinwar, foram "muito bem recebidos" e abordaram "todos os assuntos pendentes" com o governo egípcio, que prometeu "fazer todos os esforços para solucionar todas as questões".

Fayez Abu Shamala, analista politico e escritor próximo ao Hamas, escreveu um artigo divulgado nesta segunda-feira que assegura que o grupo e as autoridades egípcias se aproximam de uma reconciliação, o que representaria o fim da dependência da Faixa de Gaza da ANP em Ramala.

"Foi acordado abrir Rafah para a passagem de produtos e também de pessoas, segundo o acordo assinado em 2005 (antes de o Hamas tomar o controle do território)", aponta Shamala.

Em troca, o aparelho de segurança da Faixa seguiria nas mãos dos islamitas, mas estes devem ceder poder também a Mohamed Dahlan, deputado palestino, expulso de Fatah e rival de Abbas, que passaria a liderar um comitê administrativo para a Faixa.

"Gaza está sendo colocada a toda prova pela história. O seu presente e o seu futuro trazem boas notícias para o seu povo e o nosso povo em Jerusalém e na Cisjordânia", assegurou na sua página do Facebook Dahlan, que está proibido de retornar à Cisjordânia, onde tem julgamentos pendentes por corrupção.

O importante membro do Hamas em Gaza Tahar Al Nunu assegurou que, por enquanto, não foi divulgado nenhum comunicado oficial a respeito das conversações que acontecem no Cairo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos