Mais de 250 pessoas são detidas em protestos não autorizados na Rússia

Moscou, 12 jun (EFE).- Mais de 250 pessoas já foram detidas nas marchas de protesto não autorizadas convocadas para esta segunda-feira pelo líder opositor Alexei Navalny contra a corrupção, de acordo com várias fontes.

Em Moscou, cerca de 100 pessoas foram detidas na manifestação que transcorre pela rua Tverskaya, no centro da cidade, onde milhares de jovens se reuniram para gritar palavras de ordem contra o presidente russo, Vladimir Putin.

Entre os detidos está o jornalista da Agência Efe em Moscou, Ignacio Ortega, que filmava a manifestação com uma câmera de vídeo.

O repórter foi empurrado na confusão e levado para uma viatura policial com outros detidos, quase todos eles jovens na faixa dos 20 anos.

De acordo veículos da imprensa russa, em São Petersburgo, no Campo de Marte, pelo menos 150 pessoas que participavam de um protesto que reúne milhares foram detidas.

"Rússia sem Putin", "Putin ladrão" e outros slogans do mesmo tom estão sendo entoados pelos manifestantes reunidos na rua Tverskaya, que desce até a Praça Vermelha e o Kremlin.

Centenas de policiais e agentes da tropa de choque estão intervindo para reprimir a manifestação, que não foi autorizada pelas autoridades.

Navalny mudou na noite de ontem, a menos de 24 horas do protesto, o lugar estipulado com a Câmara Municipal para a concentração contra a corrupção e pediu a seus correligionários que comparecessem à rua Tverskaya, no centro de Moscou.

As autoridades e o porta-voz do Kremlin consideraram a ação de Navalny uma provocação, e a promotoria indicou que as pessoas poderiam comparecer para "passear" por essa região ao lado de milhares de pessoas que celebram hoje o Dia da Rússia, mas sem exibir cartazes e gritar palavras de ordem.

Navalny foi detido na porta da sua casa antes de se dirigir à marcha convocada em Moscou, informou sua esposa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos