Ex-presidente romeno Ion Iliescu será julgado por crimes contra humanidade

Bucareste, 13 jun (EFE).- O ex-presidente da Romênia Ion Iliescu e o ex-premeiro-ministro Petre Roman serão julgados por crimes contra a humanidade pela morte de quatro pessoas e pelos mais de 1.300 feridos na repressão violenta a uma manifestação contra o governo em Bucareste em 1990 .

"Nos dias 11 e 12 de junho de 1990, as autoridades do Estado decidiram lançar um ataque violento contra os manifestantes" que protestavam "de maneira pacífica" contra o governo de transição, meio ano após a queda do ditador comunista, Nicolae Ceausescu, apontou a Procuradoria-Geral em um comunicado.

Os dois acusados, junto a outros 12 membros dos Ministérios de Defesa e Interior, bem como do serviço secreto, teriam ordenado a transferência de cerca de 20 mil agentes à capital com o objetivo de sufocar os protestos.

Segundo a Procuradoria, no ataque "morreram quatro pessoas e outras 1.388 ficaram feridas".

Em março de 2015, foi anunciada a reabertura do caso depois que a Corte Europeia de Direitos Humanos condenou em setembro de 2014 a Romênia por considerar que aqueles fatos não foram investigados de forma adequada.

Iliescu, de 87 anos, sempre negou as acusações e foi absolvido em 2008 pela justiça romena, que considerou que não havia provas de que estava envolvido na repressão à manifestação.

O ex-presidente, que foi membro do aparato comunista nos tempos de Ceausescu, agradeceu aos agentes por terem salvado "a democracia" perante os protestos de estudantes, intelectuais, imprensa independente e partidos políticos da oposição.

Iliescu fundou o Partido Social Democrata após a queda do comunismo e foi presidente da Romênia entre 1990 e 1996, e entre 2000 e 2004.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos