Pablo Iglesias estende as mãos a socialistas e vincula Rajoy com corrupção

Madri, 13 jun (EFE).- O candidato à presidência do Governo espanhol, Pablo Iglesias, do esquerdista Unidos Podemos, estendeu nesta terça-feira as mãos aos socialistas para que lhe respaldem e vinculou o chefe do Executivo, o conservador Mariano Rajoy, com a corrupção.

Iglesias tomou a palavra no Congresso para defender sua proposta de Governo no marco da moção de censura que seu partido apresentou hoje contra Rajoy que, se for aprovada - o que não ocorrerá - lhe transformará em chefe do Executivo.

Iglesias, que previsivelmente terá cerca de 80 votos dos 350 deputados do Congresso, disse que Mariano Rajoy passará "à história como o presidente da corrupção", o argumento com o qual seu grupo apresentou a moção.

O líder do Unidos Podemos afirmou que foram "ultrapassados todos os limites possíveis em corrupção" e que "a Espanha não pode permitir mais que as instituições estejam lideradas por corruptos", motivo pelo qual esta moção - acrescentou - é "uma oportunidade de fazer algo pelo bem da Espanha: tirar o PP das instituições".

Iglesias repassou a história da Espanha desde o final do século XIX para afirmar que o PP é herdeiro de um modelo de governo baseado em "exigir aos cidadãos que perdoam os amigos "e em favorecer as elites econômicas e sociais.

Iglesias aproveitou para pedir ao PSOE - segundo partido da Câmara - que busque um acordo para tirar o PP, mas excluindo os liberais dos Ciudadanos (quarta força).

"Tomara que alcancemos um acordo para tirá-los (ao PP) do Governo", disse o líder do Podemos, disposto ao diálogo e ao entendimento com o PSOE, algo improvável nesta ocasião, porque os socialistas já anunciaram que se absterão na votação da moção de censura.

O também secretário-geral do esquerdista Podemos propôs algumas medidas para lutar contra a corrupção, entre elas uma nova Lei de financiamento de partidos que limite o endividamento bancário, reforçar a independência do Poder Judiciário e a criação de uma Unidade para recuperar o dinheiro roubado pela corrupção.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos