Odebrecht pede desculpas a equatorianos e entrega informação ao MP do país

Quito, 14 jun (EFE).-A Odebrecht, que está sendo investigada no Equador por seu envolvimento em um esquema de corrupção, pediu nesta quarta-feira desculpas aos equatorianos pelos atos "ilícitos" que seus diretores e funcionários cometeram no país e confirmou que entregou informações ao Ministério Público (MP) como parte de um acordo de leniência.

"A empresa pede desculpas à sociedade equatoriana por este grave erro do qual se arrepende profundamente e agradece a oportunidade de continuar colaborando com as autoridades da Justiça na luta contra a corrupção", disse a construtora em um comunicado publicado em seu site.

A empresa brasileira confirmou que assinou um acordo de leniência com o MP equatoriano "através do qual a informação matéria de cooperação foi entregue exclusivamente a tal instituição, para o esclarecimento dos fatos denunciados".

Em dezembro do ano passado, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos informou que a Odebrecht tinha pagado cerca de US$ 788 milhões em propinas em 12 países da América Latina e da África.

O relatório do Departamento de Justiça indicou que, no caso do Equador, entre 2007 e 2016, a construtora teria supostamente pago propinas avaliadas em mais de US$ 35,5 milhões a "funcionários do governo", o que teria supostamente lhe gerado lucros superiores a US$ 116 milhões.

No texto publicado no site de sua filial equatoriana, a Odebrecht indicou que empreendeu uma "profunda reestruturação corporativa" através da implementação de um amplo sistema interno "de controle e de gestão com tolerância zero para práticas ilícitas".

A Odebrecht acrescentou que as empresas do grupo afastaram de suas operações no Equador todas as pessoas "que incorreram em atos ilícitos", que, na atualidade, se encontram colaborando com as Justiças de diversos países.

"Reiteramos nosso compromisso de colaborar com as autoridades para que os eventos ocorridos sejam resolvidos com toda transparência", concluiu a empreiteira no comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos