Premiê de Cingapura é acusado de abuso de poder por seus irmãos

Bangcoc, 14 jun (EFE).- Os irmãos do primeiro-ministro de Cingapura, Lee Hsien Loong, acusaram hoje o governante de abusar da sua posição no poder e asseguraram que perderam a confiança nele para que continue dirigindo a cidade-estado.

Lee Wei Ling e Lee Hsien Yang asseguraram em uma carta sentir-se ameaçados pelo seu irmão mais velho e o "mal uso" que este faz do governo para inflar sua agenda pessoal, até o ponto de que o segundo anunciou que deixa indefinidamente o país.

Também acusaram a esposa do premiê de intrometer-se em assuntos do governo, a ambos de promover a carreira política do seu filho, Li Hongyi, mostrando a sua preocupação com a falta de controle no país para evitar o abuso de poder.

Na carta de seis páginas, os dois familiares centraram as críticas na negativa do premiê de acatar a vontade do seu pai, o fundador da Cingapura moderna, Lee Kuan Yew, morto em 2015, em relação à sua residência privada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos