Sanders condena ato desprezível e diz que atirador trabalhou em sua campanha

Washington, 14 jun (EFE).- O senador e candidato derrotado nas primárias democratas para a presidência dos Estados Unidos em 2016, Bernie Sanders, afirmou nesta quarta-feira que o homem que atirou contra vários congressistas republicanos em Alexandria, na Virgínia, trabalhou como voluntário de sua campanha.

"Estou enojado por esse ato desprezível", afirmou Sanders no Senado após a divulgação da identidade do atirador, James Hodgkinson, que morreu posteriormente em um hospital da região.

No tiroteio, quatro pessoas ficaram feridas, entre elas o congressista republicano Steve Scalise.

"Acabo de ser informado que o atirador é alguém que aparentemente foi voluntário da minha campanha presidencial. Deixem-me ser o mais claro o possível: a violência de qualquer tipo é inaceitável na nossa sociedade, e condeno essa ação nos termos mais contundentes possíveis", indicou o senador.

O suspeito afirmou nas redes sociais que Trump é um "traidor" e escreveu que era "hora de destruir Trump e companhia". Além disso, o responsável pelo ataque expressou apoio a Sanders em uma postagem.

Hodgkinson, de 66 anos e morador de Belleville (Illinois), utilizou uma espingarda de assalto M-4 e um revólver, segundo as autoridades. O atirador disparou mais de 50 vezes no ataque.

O incidente ocorreu em um campo de beisebol de Alexandria, na Virgínia, onde membros do Partido Republicano treinavam para uma partida beneficente anual marcada para amanhã.

O FBI, que assumiu a investigação, afirma que é muito cedo para saber se o ataque teve motivação política e tinha como alvo específico os congressistas que participavam do treinamento.

Em breve discurso, o presidente dos EUA, Donald Trum, pediu unidade política e cancelou sua agenda nesta quarta-feira.

"Podemos ter nossas diferenças, mas, em tempos como estes, cabe lembrar que todos os que servem no Capitólio estão lá porque amam nosso país. Somos mais fortes quando estamos unidos e quando trabalhamos lado a lado pelo bem comum", destacou Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos