Trump diz estar "profundamente triste" após ataque na Virgínia

Washington, 14 jun (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse estar nesta quarta-feira "profundamente triste" pelo ataque com tiros ocorrido em Alexandria (Virgínia), nos arredores de Washington, no qual várias pessoas ficaram feridas, entre elas o congressista republicano Steve Scalise.

"Estamos profundamente entristecidos por esta tragédia", afirmou Trump, que hoje completa 71 anos, em um breve comunicado divulgado pela Casa Branca.

O ataque ocorreu, segundo as informações preliminares apresentadas por testemunhas e pela polícia, durante um treino de beisebol de membros do Partido Republicano.

"O vice-presidente (Mike Pence) fomos informados sobre o incidente com disparos em Virgínia e monitoramos de perto os eventos", anotou Trump no comunicado.

"Os nossos pensamentos e orações estão com os membros do Congresso, a polícia do Capitólio, os serviços de emergências e todos os demais afetados", concluiu o governante.

O legislador republicano Mo Brooks estava presente no local no momento do ataque, que ocorreu por volta das 7h local (8h, em Brasília), e relatou à rede "CNN" que, além de Scalise, acredita que há pelo menos outros quatro feridos, aparentemente assessores do congressista e agentes da polícia do Capitólio.

Scalise é o terceiro republicano de maior categoria da Câmara de Representantes dos EUA.

De acordo com Brooks, o autor do ataque portava um rifle e disparou dezenas de vezes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos