Trump "não tem intenção" de demitir promotor especial sobre caso russo

Washington, 13 jun (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não tem "intenção" de demitir Robert Mueller como promotor especial sobre a investigação da ingerência russa nas eleições de 2016, segundo assegurou nesta terça-feira a Casa Branca.

"Ainda que o presidente tenha direito de fazê-lo, não tem intenção", assegurou à imprensa a porta-voz adjunta da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders a bordo do Air Force One, enquanto retornavam para Washington após um ato realizado por Trump em Wisconsin.

O comentário pretende apagar as especulações sobre se o presidente demitiria Mueller ou não, o que seria uma decisão muito polêmica que poderia envolver ainda mais sua Administração na controvérsia.

Após o pronunciamento cinematográfico de James Comey na semana passada, a quem o mesmo Trump demitiu no começo de maio por estar à frente das investigações sobre a trama russa feitas pelo FBI, já são várias as pessoas próximas ao presidente que deixaram entrever a ideia de que ele também vai demitir Mueller.

Justamente nesta terça-feira, o presidente da Câmara de Representantes, o republicano Paul Ryan, pediu ao presidente que deixe o ex-diretor do FBI fazer seu trabalho de forma "independente".

"Acredito que deveria deixar Bob Mueller fazer seu trabalho, fazer seu trabalho de forma independente, e fazer seu trabalho rapidamente, porque acredito que isso é o que ele gostaria (Trump) que acontecesse", afirmou Ryan.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos