Aliança liderada por curdos liberta dezenas de civis em poder do EI na Síria

Cairo, 17 jun (EFE).- Os combatentes das Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança liderada por milícias curdas e apoiadas pelos Estados Unidos, anunciou ter libertado dezenas de civis em bairros do leste da cidade de Al Raqqa, na Síria, onde combatem o grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

Segundo um comunicado divulgado pelas FSD no aplicativo de mensagens Telegram, a maioria dos civis libertados é de crianças e mulheres.

No último dia 6, a aliança iniciou uma ofensiva em Al Raqqa, considerada uma das "capitais" do califado autoproclamado pelo EI em 29 de junho de 2014.

Além disso, as FSD informaram que ontem foram iniciados "combates violentos" entre seus integrantes e jihadistas no bairro de Al Bayatra, Al Barid e Hitin que prosseguem hoje.

Ontem, a aliança anunciou ter matado 312 membros do EI e capturado outros sete nos então dez dias desta operação.

Na nota, as FSD também disseram que 15 de seus integrantes morreram e 21 ficaram feridos nos confrontos com os extremistas, mas não relataram baixas entre civis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos