Bombardeios da coalizão internacional na Síria contra o EI matam 8 civis

Cairo, 17 jun (EFE).- Pelo menos oito civis morreram neste sábado em bombardeios da coalizão internacional comandada pelos Estados Unidos contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) na cidade de Al Raqqa, na Síria, considerada uma das "capitais" do movimento terrorista.

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, as vítimas eram quatro mulheres, um homem e dois de seus filhos. Ainda segundo esta ONG, uma mulher também morreu hoje devido a ferimentos sofridos em um bombardeio anterior.

Os ataques de aviões da coalizão são simultâneos aos intensos disparos de artilharia feitos em Al Raqqa pelas milícias das Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança liderada por curdos e apoiada pelos EUA que iniciou, no último dia 6, uma ofensiva na cidade.

Ontem, as FSD anunciaram que tinham matado 312 membros do EI e capturado outros sete nos então dez dias desta operação.

Na nota, as FSD também disseram que 15 de seus próprios integrantes morreram e 21 ficaram feridos nos combates contra os extremistas, embora não tenham relatado baixas entre civis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos