Elizabeth 2ª admite ser difícil evitar clima "sombrio" que vive Reino Unido

Em Londres

  • Dominic Lipinski/ Reuters

    Dois depois do incêndio que atingiu a torre Grenfell, a Rainha Elizabeth encontrou com bombeiros durante visita a centro montado para ajudar os afetados pelo incêndio

    Dois depois do incêndio que atingiu a torre Grenfell, a Rainha Elizabeth encontrou com bombeiros durante visita a centro montado para ajudar os afetados pelo incêndio

A rainha Elizabeth 2ª admitiu neste sábado (17) que é difícil evitar o clima "sombrio" que vive o Reino Unido após as tragédias deste ano no país, como os atentados terroristas e o recente incêndio em um edifício residencial de Londres.

Em uma mensagem divulgada pelo Palácio de Buckingham, para celebrar seu aniversário oficial, a rainha, 91, ressaltou que o país mostrou determinação no meio da "adversidade" e ofereceu solidariedade aos afetados.

Nos últimos três meses, houve dois atentados terroristas na capital britânica - um perto do Parlamento de Westminster, em março, e no início deste mês, na Ponte de Londres -, e outro em maio, na Manchester Arena, no final do show da cantora americana Ariana Grande.

Na madrugada da última quarta-feira (14), um incêndio arrasou uma torre residencial, no oeste da capital britânica, deixando pelo menos 30 mortos e centenas de pessoas desabrigadas.

A esse respeito, Elizabeth 2ª diz na nota que hoje é "tradicionalmente um dia de comemoração. Mas este ano, no entanto, foi difícil escapar o clima sombrio acional".

"Nos últimos meses, o país tem testemunhado uma sucessão de tragédias terríveis. Como uma nação, nós continuamos meditando e rezando por todos aqueles que foram afetados diretamente por estes eventos", afirma.

Em sua nota, a rainha revela que nas suas recentes visitas aos lugares afetados em Manchester e Londres, ficou impressionada pela imediata "inclinação das pessoas em todo o país para oferecer consolo" para os que "desesperadamente" precisam de ajuda.

Ela acrescenta que, "unidos na tristeza, estamos igualmente determinados, sem temor ou favor, a apoiar aqueles que reconstroem suas vidas, tão terrivelmente tocadas pela ferida ou perda".

No mês passado, a rainha visitou os feridos no hospital infantil Royal Manchester, após um ataque com bomba no estádio da cidade, em que 22 pessoas morreram, entre elas crianças.

Já ontem, Elizabeth 2ª esteve com o neto, príncipe William, no oeste de Londres para falar com os afetados pelo incêndio e com os voluntários que estão ajudando as vítimas.

Apesar de ter nascido no dia 21 de abril, a rainha celebra de maneira oficial seu aniversário no terceiro sábado do mês de junho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos