Tropas afegãs expulsam Estado Islâmico de antigo esconderijo de Bin Laden

Cabul, 17 jun (EFE).- Tropas do Afeganistão conseguiram recapturar neste sábado a região montanhosa de Tora Bora, local usado por Osama bin Laden para se esconder após os atentados de 11 de setembro de 2001, e que tinham sido controladas pelo Estado Islâmico (EI) na última terça-feira.

"Nossos soldados desceram nas zonas elevadas de Tora Bora e agora essas áreas estão sob controle das Forças Armadas e das Forças Especiais do Ministério do Interior", indicou em entrevista coletiva o ministro interino de Defesa do Afeganistão, Tariq Shah Bahrami.

O porta-voz do Ministério da Defesa, general Dawlat Waziri, indicou à Efe que agora os soldados estão, de forma gradual e cuidadosa, verificando todas as cavernas. Ele não descarta que os jihadistas do EI tenham instalados minas terrestres por toda a área.

Bahrami indicou que 22 membros do EI morreram e 13 ficaram feridos em operações aéreas e terrestres nas últimas 72 horas.

O EI tinha conseguido controlar o conjunto de túneis de Tora Bora após uma semana de combates na região. Foi o maior êxito obtido pelo grupo desde 13 de abril, quando os jihadistas perderam sua principal base na província em um bombardeio dos Estados Unidos.

No ataque, os EUA usaram a chamada "mãe de todas as bombas", uma das armas de maior capacidade destrutiva de seu arsenal convencional, para acabar com um complexo de cavernas e bunkers. Mais de cem membros e comandantes do grupo morreram na ação.

Duas semanas depois morria na mesma região o comandante do EI no país, Abdul Hasib, em uma operação conjunta de soldados do Afeganistão com as forças especiais dos EUA.

Os túneis de Tora Bora foram construídas pelos mujahedins com ajuda norte-americana durante a guerra contra a União Soviética (1979-1989) e foram usados como esconderijo pela Al Qaeda e os talibãs durante a invasão dos EUA em 2001.

Bin Laden se escondeu nas cavernas depois dos ataques de 11 de setembro de 2001, o que desencadeou o início da Batalha de Tora Bora. No entanto, o ex-líder da Al Qaeda conseguiu escapar.

Bahrami disse em entrevista coletiva que nos últimos dois anos, apenas na província de Nangarhar, onde está Tora Bora, mais de 2.500 membros do EI morreram em operações realizadas pelas tropas afegãs.

Segundo o porta-voz, o EI só permanece ativo no país nesta província e também em Zabul, no sudeste do Afeganistão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos