Chanceler da Venezuela comemora dia de "vitória" na OEA

Caracas, 19 jun (EFE).- A chanceler da Venezuela, Delcy Rodríguez, comemorou nesta segunda-feira o que qualificou como um dia de "vitória" na Organização dos Estados Americanos (OEA), que não conseguiu aprovar nenhuma das duas declarações sobre a crise venezuelana apresentadas na reunião de chanceleres no México.

"Foi uma jornada onde a diplomacia da Alba (Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América), onde a diplomacia bolivariana se impôs", disse a ministra de Relações Exteriores venezuelana à emissora estatal "VTV".

"Aos Estados Unidos da América do Norte voltamos a repetir: não podem, nem poderão, nunca puderam com a dignidade do povo da Venezuela", acrescentou a chanceler.

Rodríguez assegurou ainda que a Venezuela continuará "minuto a minuto, defendendo os princípios essenciais" que, em sua opinião, devem reger a comunidade de nações americanas.

Por outra parte, acusou o secretário-geral da OEA, Luis Almagro, de ser "artífice da violência" no país caribenho, em conjunto com um "grupo de governos" que, segundo afirmou, "encorajam os focos violentos" na Venezuela.

"Sobre a consciência destes governos, que de dentro da Organização dos Estados Americanos pretendem a intervenção e a tutela da Venezuela, pesa cada jovem assassinado pelos protestos apátridas e violentos da oposição", comentou Rodríguez.

Nenhuma das duas declarações sobre a crise da Venezuela apresentadas nesta segunda-feira na reunião de chanceleres realizada no balneário de Cancún, antes da abertura da 47ª Assembleia Geral da OEA, obteve os 23 votos necessários.

Para se aprovar um texto em uma reunião de chanceleres são necessários os votos de 23 nações, dois terços dos 34 Estados representados na reunião (todos os do continente, exceto Cuba).

A reunião de chanceleres de hoje retomou a que foi realizada no último dia 31 de maio em Washington e teve então que ser suspensa após cinco horas, ao constatar-se que não havia acordo possível entre as duas propostas de declaração apresentadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos