Santos afirma que entrega de armas das Farc terminará em 27 de junho

Bogotá, 19 jun (EFE).- A fase final da entrega de armas das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) começará amanhã e concluirá no dia 27 deste mês, afirmou nesta segunda-feira o presidente colombiano, Juan Manuel Santos.

Na sexta-feira passada a Missão da ONU na Colômbia havia informado que tinha em seu poder 60% das armas dos integrantes das Farc.

"E amanhã se inicia em todo o país a entrega do 40% restante dessas armas", garantiu o governante.

"Até esta data, cerca de 5.800 membros das Farc, incluindo milicianos e integrantes privados da liberdade, cumpriram esse processo, já entregaram as armas, já estão iniciando o seu processo de reincorporação à vida civil" acrescentou Santos após reunir-se em Bogotá com o secretário-geral adjunto da ONU para Assuntos Políticos, Jeffrey Feltman.

Após qualificar esse passo como "uma muito boa notícia para o país", o governante colombiano assegurou que os demais membros das Farc, de um total de 6.934 registrados nas 26 zonas de vereda transitórias de normalização (ZVTN), "vão terminar esse processo nos próximos dias".

"No próximo dia 27 de junho, ou seja, em uma semana, faremos um ato de encerramento de todo o processo de entrega de armas", antecipou o presidente, ressaltando que, uma vez que termine esta fase de implementação do acordo de paz, "as Farc terão deixado todas as armas em seu poder nas mãos das Nações Unidas".

No final de maio, o governo e as Farc decidiram estender até este 20 de junho o prazo para concluir a entrega de armas da guerrilha, mas diversas dificuldades retardaram o processo que, segundo disse hoje o chefe de Estado, deve terminar em uma semana.

"Apesar das dificuldades e contratempos que são normais, mas que causaram algumas demoras, a implementação do acordo e o trabalho da missão de verificação e acompanhamento da ONU avança, e avança a bom ritmo", salientou.

Santos destacou ainda que "em apenas sete meses o acordo de paz da Colômbia é talvez um dos que mais rápido e com mais eficácia se implementou na história de processos similares" e que Feltman está no país para verificar a situação sobre o terreno.

"O desarmamento é uma realidade e com ele os avanços para consolidar a paz com as Farc e dar aos colombianos muita mais tranquilidade", disse o chefe de Estado.

A esse respeito, Feltman ressaltou que amanhã visitará uma das ZVTN "para ver o trabalho das Nações Unidas em campo, vê-los em ação e ver como funciona o mecanismo tripartido" de Monitoramento e Verificação do cessar-fogo bilateral.

"Já foram entregues à ONU 60% das armas registradas pelas Nações Unidas e amanhã começa a nova etapa para entregar o 40% restante. Estamos muito otimistas frente a essa nova etapa", afirmou Feltman, que disse que no organismo internacional estão "satisfeitos" com o avanço da paz da Colômbia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos