Refugiado sírio acolhido no Uruguai viaja para o Brasil e diz que não voltará

Montevidéu, 20 jun (EFE).- Ibrahim Alshebli, um dos refugiados sírios que o Uruguai recebeu em 2014, viajou para o Brasil e disse que nunca mais voltará ao país que o acolheu inicialmente, informaram nesta terça-feira meios locais.

"Nunca mais vou voltar ao Uruguai. A minha ideia é voltar ao meu país. Aqui (no Brasil) as pessoas me receberam muito bem, como alguns uruguaios, mas aqui estou mais tranquilo", manifestou Alshebli ao "Montevideo Portal".

Alshebli foi um dos porta-vozes de duas famílias de refugiados sírios que acamparam na Praça Independência em meados de abril para pedir ao Governo uruguaio autorização para sair do país ou facilitação de trabalho.

Segundo a informação, Alshebli viajou sozinho ao Brasil, sem sua família, e conseguiu um trabalho em uma loja de roupas da cidade brasileira de Chuí.

Além disso, indicou que não encontrou problemas para sair do Uruguai e que sua intenção é seguir viagem para outros lugares.

Alshebli e sua família chegaram ao país sul-americano em outubro de 2014, durante o Governo do então presidente José Mujica (2010-2015), junto a outras quatro famílias de refugiados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos