Autor de explosão fabricou bomba em casa e simpatizava com EI, diz Bélgica

Bruxelas, 21 jun (EFE).- O suposto terrorista abatido ontem à noite por militares da Bélgica na estação central de trens da capital Bruxelas teria fabricado em sua casa o explosivo utilizado na tentativa de atentado e era simpatizante do Estado Islâmico (EI), informou nesta quarta-feira a Procuradoria Federal do país europeu.

O órgão judicial belga deu essa informação após fazer buscas em seu domicílio, no bairro bruxelense de Molenbeek.

"Parece que ele provavelmente fabricou a bomba nesse local", diz o comunicado da Procuradoria, que detalhou que, em particular, foram encontrados no local "componentes químicos, bem como material que pode ajudar na fabricação de explosivos".

Além disso, "alguns indícios parecem mostrar que ele tinha simpatia pela organização terrorista Estado Islâmico", acrescentou a Procuradoria.

O órgão da Justiça belga indicou que não pretende oferecer mais detalhes para não "atrapalhar as investigações".

De acordo com informações veiculadas hoje, o suspeito, identificado pelas siglas O.Z. e que morreu na estação após ser alvejado pelos militares que se encontravam no local, era um marroquino de 36 anos que agiu sozinho.

O agressor detonou uma única mala carregada com pregos e cilindros de gás, que causou uma explosão "parcial" e não produziu nenhum dano, apenas um pequeno incêndio.

A residência do suposto terrorista foi alvo de buscas durante a noite pelas forças especiais da polícia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos