EUA lamentam que Rússia "dê as costas" a diálogo após cancelamento de reunião

Washington, 21 jun (EFE).- O governo dos Estados Unidos lamentou nesta quarta-feira que a Rússia tenha decidido "dar as costas" ao diálogo sobre os "obstáculos" da relação bilateral com o cancelamento de uma reunião entre funcionários de ambos países prevista para esta sexta-feira em São Petersburgo.

A porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, reagiu assim em um comunicado ao anúncio do vice-ministro de Assuntos Exteriores da Rússia, Serguei Riabkov, da anulação do encontro que teria com o subsecretário de Estado dos EUA para Assuntos Políticos, Thomas Shannon.

Nauert lembrou que, durante a visita realizada pelo secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, a Moscou em abril, ambos países decidiram criar um grupo de trabalho de alto nível para abordar os assuntos bilaterais.

Nesse marco, Shannon tinha planejado viajar a São Petersburgo para continuar com o diálogo que ele e Riabkov iniciaram em maio em Nova York.

Ao anunciar a anulação do seu encontro com Shannon, Riabkov detalhou que se trata de uma resposta à ampliação das sanções dos EUA contra a Rússia pelo conflito na Ucrânia, anunciada nesta terça-feira pelo Departamento do Tesouro americano.

"O novo ataque americano não pode ficar sem reação, que inclui medidas práticas de resposta", comentou o vice-ministro russo, que acrescentou que, com as novas sanções anunciadas por Washington, "a situação não predispõe à realização de tal rodada de diálogo".

Em coincidência com a visita à Casa Branca do governante ucraniano, Petro Poroshenko, o Tesouro impôs sanções a 38 indivíduos e entidades, alguns deles russos, pelo conflito no leste da Ucrânia e a anexação da Criméia.

Em seu comunicado, a porta-voz do Departamento de Estado ressaltou hoje que esse novo conjunto de sanções "apenas reforçou" as já existentes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos