May promete acordo de Brexit com "máximo apoio" da população

Londres, 21 jun (EFE). - A primeira-ministra britânica, a Theresa May, prometeu nesta quarta-feira negociar com Bruxelas um acordo para o Brexit que "funcione para todo o Reino Unido" e "conte com o máximo apoio cidadão".

Segundo ela, esse eventual acordo deve "refletir o resultado do referendo" de 23 de junho de 2016, em que 52% dos britânicos votaram a favor de sair da União Europeia (UE).

A líder conservadora externou sua posição durante um debate na Câmara dos Comuns sobre o programa legislativo do seu governo, apresentado previamente por Elizabeth II, no chamado Discurso da Rainha. Ao reconhecer a necessidade de que o Brexit precisa ter grande apoio popular, May, que perdeu a maioria absoluta nas eleições do último dia 8, se mostrou um tom mais conciliador do que o usado ao convocar as eleições, quando defendeu um Brexit forte e à sua maneira.

Contra a ideia inicial de romper radicalmente com a UE, nos últimos dias vários ministros conservadores indicaram que poderia ser tentada uma negociação para a permanência na união aduaneira e a algumas instituições comunitárias. Ao repassar o programa legislativo, centrado em uma legislação para materializar o Brexit, ela, questionada entre seus próprios aliados, prometeu governar com "humildade e determinação".

No Discurso da Rainha, que marca a abertura oficial do ano parlamentar, foram incluídas 27 leis que o governo quer impulsionar, oito delas dedicadas à saída do bloco comunitário. As Câmaras dos Comuns e dos Lordes debaterão durante seis dias o programa legislativo, que provavelmente será votado no próximo dia 29.

O Partido Conservador espera ter fechado até lá um acordo de governabilidade com o ultraconservador DUP - Irlanda do Norte. Eles precisam de dez deputados para desenvolver um governo em minoria.

Hoje, enquanto os parlamentares debatiam Câmara nos Comuns, centenas de pessoas protestavam em Londres pedindo a renúncia de May e o fim das suas políticas de austeridade, em um ambiente de grande indignação após o incêndio do dia 14 na Grenfell Tower, no oeste da cidade, que deixou até o momento 79 pessoas mortas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos