Portugal domina incêndio em Pedrogão Grande

Lisboa, 21 jun (EFE).- Portugal conseguiu dominar nesta segunda-feira o incêndio que começou no sábado em Pedrogão Grande e que deixou pelo menos 62 mortos, ainda que continuem ativos outros focos ao norte deste município, em Góis e Pampilhosa da Serra.

O comandante de Proteção Civil de Portugal, Vítor Vaz Pinto, anunciou em coletiva de imprensa que o incêndio de Pedrogão Grande foi dominado e o fogo não vai avançar além do perímetro estabelecido, que tem uma extensão de 153 quilômetros.

Dentro desse perímetro existem "várias bolsas" de até 20 hectares de tamanho que não queimaram, mas que foram afetadas pelo incêndio, por isso será mantido todo dispositivo que está no terreno para controlar possíveis reativações.

Segundo o site de Proteção Civil, atualmente trabalham em Pedrogão Grande 1,2 mil soldados apoiados por mais de 400 veículos terrestres e três meios aéreos.

Ainda que este incêndio tenha sido declarado dominado, permanecem ativos dois focos preocupantes cerca de 40 quilômetros ao norte de Pedrogão Grande, em Góis e Pampilhosa da Serra, que hoje foram reativados pelas altas temperaturas e o vento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos