PUBLICIDADE
Topo

Milhares de pessoas vão à Mesquita de Al-Aqsa na última sexta-feira do Ramadã

23/06/2017 11h43

Jerusalém, 23 jun (EFE).- Dezenas de milhares de muçulmanos foram nesta sexta-feira à Esplanada das Mesquistas, na Cidade Antiga de Jerusalém e que aloja o templo de Al-Aqsa, para participar da oração da última sexta-feira do Ramadã.

"A intensificação da segurança na Cidade Antiga continua. Foram desdobradas unidades de polícia extras dentro e fora, e em diferentes áreas para evitar incidentes de segurança", apontou à Agência Efe o porta-voz policial, Micky Rosenfeld, que cifrou em dezenas de milhares os que entraram na Esplanada, o terceiro lugar mais sagrado para o Islã e o primeiro para o judaísmo.

Grande parte dos fiéis eram palestinos da Cisjordânia, desde onde o Exército israelense tem instruções de permitir o acesso aos meninos menores de 11 anos, homens maiores de 40 anos e mulheres de qualquer idade.

Esta autorização não foi afetada pela decisão tomada na semana passada pelo premiê israelense, Benjamin Netanyahu, de cancelar as permissões de visitas aprovados pelo Ramadã.

A decisão faz parte das medidas com as quais respondeu ao duplo ataque com faca e arma automática cometido por três palestinos há uma semana contra um grupo das forças israelenses nas imediações da Portão de Damasco, uma das principais entradas à cidade amuralhada no leste ocupado desde 1967.

O incidente violento fez com que as autoridades israelenses aumentassem a presença de forças de segurança e os controles nas imediações do histórico portão, que nos últimos dois anos foi palco de vários fatos similares.