Policial de Los Angeles é preso por fazer sexo com cadete de 15 anos

Em Los Angeles

  • Jae C. Hong/AP Photo

    Policial prepara cartaz com foto de Robert Cain para coletiva de imprensa sobre prisão

    Policial prepara cartaz com foto de Robert Cain para coletiva de imprensa sobre prisão

Um policial de Los Angeles, nos Estados Unidos, foi preso nesta quinta-feira (22) por ter mantido relações sexuais com uma cadete de 15 anos de idade, que está envolvida no roubo de vários veículos da corporação ao lado de um grupo de outros jovens, que figuravam como aprendizes da polícia da cidade californiana.

O chefe do departamento de polícia de Los Angeles, Charlie Beck, deu uma entrevista coletiva onde confirmou a prisão de Robert Cain, um oficial de 31 anos e que está há dez anos na corporação.

"As ações de Cain, se forem comprovadas, são desprezíveis", disse Beck.

O chefe da polícia disse que a relação entre Cain e a jovem foi breve, e acrescentou que o detido não tinha antecedentes destacáveis no seu histórico.

As autoridades descobriram a relação entre Cain e a menor de idade ao investigar o aparelho celular dela, já que é uma das detidas pelo roubo de várias viaturas, revelado na semana passada, e motivando um grande escândalo dentro das forças de segurança de Los Angeles.

Sete cadetes foram acusados pelo furto de três viaturas da polícia, além de coletes à prova de bala, rádios e teasers.

Duas perseguições policiais por conta das viaturas roubadas terminaram em acidentes rodoviários.

Cain era um dos oficiais responsáveis pelo equipamento da sua divisão, por isso não está descartado de que ele tenha alguma participação nos roubos por parte dos cadetes.

Os programas de cadetes das divisões da 77th Street e Pacific foram suspensos até o término das investigações.

"As acusações contra este oficial são profundamente perturbadoras", disse o prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, segundo o jornal "Los Angeles Times".

"Estas alegações representam uma ruptura total da confiança que colocamos em todos os que vestem um uniforme, e uma violação do juramento que todos os oficiais tomam para proteger e ajudar", completou.

Já o sindicato policial, através de um comunicado, disse que é necessário ter "tolerância zero" com qualquer agente que "tire vantagem daqueles que estão encarregados de proteger".

Cerca de 2,3 mil jovens, entre 13 e 20 anos, participam atualmente do programa de cadetes de Los Angeles.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos