EUA pedem que Catar e países árabes alcancem solução para sua disputa

Washington, 25 jun (EFE).- O secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, pediu neste domingo que o Catar e os quatro países árabes enfrentados com esta nação - Arábia Saudita, Egito, Bahrein e Emirados Árabes Unidos - alcancem uma solução para pôr fim à sua complicada disputa diplomática.

Em um comunicado divulgado pelo Departamento de Estado, Tillerson instou as partes a dialogar para resolver a crise diplomática na qual estão envolvidos desde o último dia 5 de junho.

"Um seguinte passo produtivo seria que cada um dos países se sentasse e continuasse esta conversa. Acreditamos que os nossos aliados e sócios são mais fortes quando trabalham lado a lado para um objetivo em que todos estamos de acordo que é deter o terrorismo e combater o extremismo", disse Tillerson.

"Cada país envolvido tem algo que contribuir a esse esforço. Uma diminuição da retórica também ajudaria a aliviar a tensão", acrescentou o chefe da diplomacia americana.

Tillerson confirmou que o Catar começou uma "cuidadosa revisão" da lista de exigências enviadas esta semana por vários países árabes como condição para resolver o conflito diplomático.

A lista enviada ao Catar inclui 13 reivindicações, entre as quais se destaca o fechamento da emissora "Al Jazeera", o fim das relações diplomáticas com o Irã e o fechamento de uma base militar turca no emirado, condições que devem ser cumpridas em um prazo de 10 dias desde o momento da entrega da lista, em 23 de junho.

"O Catar iniciou uma cuidadosa revisão e consideração de uma série de solicitações apresentadas por Bahrein, Egito, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos", afirmou Tillerson.

"Ainda que algumas das petições sejam muito difíceis de cumprir para o Catar, há áreas importantes que proporcionarão uma base para o diálogo contínuo que conduzirá a uma solução", destacou.

Tillerson, que apoiou a mediação do Kuwait, pediu em várias ocasiões a aproximação de posturas para evitar aumentar o isolamento do Catar, sede do Comando Central dos Estados Unidos, de onde são coordenadas as operações militares americanas em todo Oriente Médio.

Arábia Saudita, Egito, Bahrein e Emirados Árabes Unidos estão enfrentados com o Catar desde 5 de junho, quando anunciaram a cessação de relações diplomáticas com o pequeno emirado árabe, o qual acusam de financiar o terrorismo e enfraquecer a estabilidade do Oriente Médio com seu apoio ao Irã, a grande potência xiita.

O Catar negou todas as acusações, mas as autoridades do país afirmaram que estão abertas a negociar e não tomaram represálias contra os cidadãos desses países árabes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos