Número de prédios com revestimento inflamável no Reino Unido já chega a 60

Em Londres

  • Toby Melville/Reuters

    O incêndio de Grenfell começou com uma geladeira defeituosa

    O incêndio de Grenfell começou com uma geladeira defeituosa

O número de edifícios de propriedade municipal no Reino Unido revestido com material inflamável já se situa em 60, segundo informou neste domingo o Ministério de Comunidades e Governo Municipal.

O ministério detalhou que estas torres de apartamentos, com moradias de proteção oficial para pessoas sem recursos, ficam nas jurisdições de 25 câmaras municipais, responsáveis pela gestão e a manutenção dos prédios.

Os edifícios em más condições detectados até agora pelos inspetores estão em diferentes distritos londrinos, como Camden, Islington, Brent, Lambeth e Barnet, ou em cidades inglesas como Norwich, Doncaster, Portsmouth, Manchester e Plymouth.

O ministério indicou que até agora "todas" as amostras de revestimento enviadas pelas autoridades municipais para serem analisadas falharam no teste contra incêndios.

Anteriormente, o ministro da pasta, Sajid Javid, disse que as inspeções em edifícios considerados em risco seriam feitas em "24 horas" e esclareceu que o fato de se encontrar materiais inflamáveis nos revestimentos das fachadas não significa necessariamente que os locais devam ser evacuados.

Javid explicou que a evacuação ontem de quatro prédios no bairro londrino de Camden se justificou porque, além dos revestimentos, os edifícios apresentavam outras deficiências na segurança contra incêndios, como encanamentos de gás mal instalados, isolamento ineficiente e problemas nas saídas e rotas de emergência.

Cerca de 600 apartamentos de quatro edifícios de proteção social, com 3.000 residentes, devem ser desalojados em Camden para a realização de obras que melhorem a proteção contra incêndios.

No entanto, cerca de 200 moradores se recusaram por enquanto a deixar suas moradias, segundo confirmou hoje a câmara municipal do distrito, enquanto os demais se transferiram para casas de familiares ou hotéis reservados pelo consistório, durante as três ou quatro semanas que devem durar as obras.

Cerca de 600 prédios de propriedade pública no Reino Unido estão sendo revisados após o incêndio no último dia 14 de junho na torre Grenfell no oeste de Londres, em que morreram ou desapareceram pelo menos 79 pessoas.

A polícia confirmou na sexta-feira que o incêndio de Grenfell começou com uma geladeira defeituosa, mas o fogo se propagou rapidamente devido ao material inflamável do revestimento instalado no edifício em 2016, que transgredia os regulamentos do país.

Em consequência da tragédia, as autoridades municipais do Reino Unido analisam os revestimentos dos blocos sob a sua jurisdição, a maioria construída nos anos 70, mas reformados mais recentemente com materiais de pior qualidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos