Eslováquia detecta desaparecimento de 300 mil unidades de munição em armazém

Praga, 28 jun (EFE).- O Ministério de Defesa da Eslováquia detectou o desaparecimento de 300 mil unidades de munição de uso militar e esportivo de um armazém do exército em Sklene, no norte do país, informou nesta quarta-feira a emissora "Markyza".

Em abril, já desapareceram 120 granadas e dez projéteis de outro depósito militar, o que motivou a convocação de um plenário extraordinário do Parlamento.

Lubomir Galko, ministro de Defesa entre 2010 e 2011, apontou hoje ao jornal "Sme" que ambos os casos pode se tratar de uma sabotagem orquestrada pelo pessoal do Ministério do Interior para tratar de desmerecer rivais políticos.

O Ministério de Defesa está em mãos do Partido Nacional Eslovaco, enquanto o do Interior é controlado pelos seus parceiros governamentais do social democrata SMER.

A Eslováquia foi criticada no passado por ter se transformado em um dos principais fornecedores do mercado negro de armas, do qual fazem uso desde terroristas islamitas até a máfia italiana, devido à falta de controles e à busca de benefício econômico por parte de alguns empresários.

As armas usadas em vários ataques e atentados terroristas nos últimos anos, como algumas das utilizadas em Paris em janeiro de 2015, procediam da Eslováquia, onde tinham sido adquiridas legalmente após terem sido, em teoria, inutilizadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos