Temer indica Raquel Dodge para suceder Janot no comando da PGR

Brasília, 28 jun (EFE).- O presidente Michel Temer escolheu nesta quarta-feira a procuradora Raquel Dodge para o comando da Procuradoria Geral da República, em substituição ao atual procurador-geral, Rodrigo Janot.

"A doutora Raquel Dodge é a primeira mulher a ser nomeada para a Procuradoria Geral da República", declarou o porta-voz da Presidência da República, Alexandre Parola, em pronunciamento no Palácio do Planalto que durou cerca de 20 segundos.

Dodge, que atualmente ocupa o cargo de subprocuradora-geral e atua na área criminal do Superior Tribunal de Justiça (STJ), sempre fez uma oposição moderada às ações de Janot, cujo mandato termina no próximo mês de setembro.

Temer indicou Dodge apenas um dia depois de a Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) lhe entregar uma lista com os três candidatos mais votados entre cerca de 1.300 procuradores.

Ao indicar Dodge, que recebeu 587 votos, o presidente quebrou a tradição de escolher o nome mais votado da denominada "lista tríplice", que neste caso foi o de Nicolao Dino, com 621, ligado a Janot e vice-procurador-geral eleitoral.

Dodge será submetida agora a uma sabatina no Senado e, caso seja aprovada, ocupará o cargo a partir de setembro e durante os próximos dois anos.

A indicação de Dodge acontece apenas dois depois de Janot enviar ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma denúncia contra Temer por corrupção passiva.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos