Turquia bombardeia posições das forças curdas no norte da Síria

Ancara, 28 jun (EFE).- As Forças Armadas da Turquia bombardearam na noite de terça-feira posições das milícias curdo-sírias YPG no norte da Síria, em resposta a supostos ataques desse grupo contra o território turco e contra forças apoiadas por Ancara.

O Estado Maior turco emitiu nesta quarta-feira um comunicado assegurando que "terroristas" das YPG fustigaram com fogo posições no sul da cidade de Azaz do Exército Livre da Síria (FSA, sigla em inglês), uma das facções que lutam na guerra civil na Síria e que têm o apoio da Turquia.

"Foram utilizados veículos de combate blindados na região para contra-atacar de forma proporcional ao fogo de fustigação e os alvos identificados foram destruídos", indicou o exército turco na nota.

Além disso, veículos de imprensa turcos garantiram que a artilharia turca também bombardeou durante a noite posições das YPG em Afrin, perto de Azaz, em resposta a um ataque com fogo de metralhadora sobre o território da Turquia.

Citando fontes militares, a emissora "NTV" indicou que esse ataque de artilharia ocorreu por volta das 21h30 (horário local).

A Turquia considera as milícias das YPG como um grupo terrorista irmão da guerrilha do PKK, que opera na Turquia há três décadas, enquanto os Estados Unidos as apoiam, inclusive com armas, ao entender que são um aliado importante na luta contra o grupo jihadista Estado Islâmico.

Essa postura chegou a elevar a tensão entre Washington e Ancara, que denunciou que o apoio às YPG vai contra as normas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos