China promete manter sistema especial de Hong Kong "por um longo tempo"

Hong Kong, 29 jun (EFE).- O presidente da China, Xi Jinping, prometeu nesta quinta-feira trabalhar para que a fórmula "um país, dois sistemas", que permite a Hong Kong desfrutar de liberdades e direitos que não se estendem por outras partes da China, se mantenha "estável e por um longo tempo".

"O governo central vai apoiar, como sempre, o desenvolvimento de Hong Kong e a melhoria da vida da população", afirmou Xi em uma declaração à imprensa em sua chegada ao aeroporto de Hong Kong para as festividades do 20º aniversário da devolução do território à China pelo Reino Unido, que acontece no sábado.

O presidente chinês se disse "feliz" em sua primeira visita à cidade desde que ocupa o cargo, já que sua última visita foi há nove anos, e disse que espera gerar "mais confiança no desenvolvimento e construção de Hong Kong".

Xi pediu que sejam revistas as experiências dos últimos 20 anos e que as pessoas "olhem para o futuro para garantir que a fórmula 'um país, dois sistemas' funcione de maneira estável e por um longo tempo".

O avião oficial do governante chinês aterrissou pouco antes do meio-dia no horário local (1h de Brasília) e Xi e sua esposa, Peng Liyuan, foram recebidos no aeroporto pelos principais responsáveis do governo regional.

Hong Kong recebe o líder chinês tingida de vermelho, com numerosas bandeiras chinesas por toda a cidade, e entre fortes medidas de segurança, sobretudo nos arredores do hotel onde os líderes ficarão hospedados e em torno do centro de convenções onde serão celebrados os eventos oficiais do aniversário.

Nessa área da cidade, o distrito de Wanchai, milhares de policiais estão posicionados nos acessos desde o início da manhã, enquanto vários grupos de cidadãos pró-China realizam atos com cantos e danças para dar as boas-vindas a Xi e festejar o retorno da soberania de Hong Kong ao país asiático após 150 anos de ocupação inglesa.

Hoje era esperado algum protesto contra o regime comunista, mas isto não ocorreu, pois os principais líderes dos movimentos de oposição foram detidos ontem por perturbação da ordem pública e permanecem sob custódia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos