Estônia quer tornar a UE "mais unida e forte" durante presidência europeia

Tallinn, 29 jun (EFE).- A Estônia quer tornar a União Europeia (UE) "mais unida e forte" durante os seis meses em que presidirá o Conselho da UE e obter um "equilíbrio" entre os diferentes países, disse hoje o primeiro-ministro da Estônia, Jüri Ratas, na cerimônia de início da presidência.

"O principal objetivo da presidência estoniana é conseguir um balanço na unidade. Devemos conseguir um equilíbrio entre leste e oeste, norte e sul, entre países pequenos e grandes, novos e tradicionais", disse Jüri no seu discurso.

Ele acrescentou que se em seis meses a UE estiver "menos preocupada" e "mais feliz, segura e unida" será sinal de que a Estônia conseguiu o seu propósito.

O premiê estoniano acrescentou que outro grande objetivo é conseguir um "equilíbrio na unidade".

Jüri insistiu na vocação europeísta do seu país e destacou que a Europa "é paz, liberdade e valores compartilhados", bem como o caminho que seu país escolheu e sua "decisão comum".

O presidente do Conselho Europeu, o polonês Donald Tusk, destacou no seu discurso o apreço que sente pela Estônia desde 1980, quando em pleno desmoronamento do comunismo na Polônia, soube-se que na Estônia as pessoas "tinham tomado as ruas".

"Vocês não podem imaginar o que representou para nós, poloneses, saber que não estávamos sozinhos", disse Tusk.

O presidente do CE disse também que no começo dos anos 90 a Estônia se tornou "um exemplo de uma valentia sem precedentes na transformação da realidade econômica e financeira", e considerou que o país é "um símbolo de sucesso no difícil processo de abandono do comunismo".

Tusk mencionou, além disso, o modelo que o país representa no âmbito digital e disse que a Estônia é um "líder da revolução tecnológica em escala global".

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, destacou o "espírito positivo" dos estonianos, falando das prioridades fixadas pela presidência estoniana, entre as quais mencionou a segurança, a sustentabilidade, a proteção e a prosperidade.

A Estônia, pequena república báltica que faz parte do bloco europeu desde 2004, assumirá por primeira vez no dia 1º de julho a presidência rotatória do Conselho da União Europeia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos