PUBLICIDADE
Topo

Síria desmente acusações dos EUA que esteja preparando ataque químico

29/06/2017 08h24

Damasco, 29 jun (EFE).- O Governo sírio negou nesta quinta-feira que esteja preparando um ataque com armas químicas, como afirma os Estados Unidos, e acusou Washington de planejar "uma nova agressão" no seu território.

"As alegações dos EUA são nulas e sem efeito. São só um meio para justificar uma nova agressão contra a Síria com acusações infundadas", disse um porta-voz do Ministério de Exteriores sírio em comunicado.

A Casa Branca alertou na segunda-feira passada sobre "potenciais preparativos" do Governo sírio para fazer um novo ataque com armas químicas nesse país e advertiu que, se isso acontecer, o presidente Bachar al Assad e as Forças Armadas sírias "pagarão um alto preço".

A este respeito, o porta-voz do ministério declarou que "a Síria condena e rejeita completamente as ameaças dos EUA".

"Além disso, Damasco afirma que qualquer agressão contra o seu exército e o seu povo é um favor aos grupos terroristas e contradiz os princípios e objetivos das resoluções do Conselho de Segurança da ONU ", continuou o porta-voz.