Chuvas deixam 27 mortos e 4 desaparecidos no Paquistão

Islamabad, 30 jun (EFE). - Pelo menos 27 pessoas morreram e quatro permanecem desaparecidas por causa das chuvas dos últimos dos dias e que antecedem a temporada de monções no Paquistão.

Ao todo, 12 morreram eletrocutados ou por conta da destruição de imóveis feitos de barro na província de Punjab, no leste do país, informou o porta-voz da Autoridade Nacional de Gestão de Desastres, brigadeiro Mukhtar Ahmed. Já no distrito de Lasbela, no Baluchistão, a maior província do Paquistão, uma enchente arrasou 20 casas nesta madrugada, levando 12 pessoas, das quais oito morreram e as outras continuam desaparecidas, conforme o oficial.

As chuvas provocaram o fechamento de estradas e enchentes também no noroeste do país, onde duas pessoas morreram ao serem arrastadas por um correnteza enquanto cruzavam uma via de Khyber Pakhtunkhwa. A capital financeira do país, Carachi, no sul, foi especialmente afetada e registrou desde quarta-feira cinco mortos e dois feridos, segundo um porta-voz da Polícia local, Qasim Ahmed.

A expectativa é que de o tempo comece a melhorar hoje.

As chuvas combinadas com monções provocam todos os anos grandes danos materiais e fazem vítimas nos países do sul da Ásia.

As piores inundações da história do Paquistão ocorreram em 2010, quando 2 mil pessoas morreram e mais de 20 milhões foram afetadas. EFE

aa-njd/cdr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos