Ex-premiê israelense sai da prisão após obter liberdade antecipada

Jerusalém, 2 jul (EFE).- O ex-primeiro ministro de Israel Ehud Olmert saiu neste domingo da prisão após cumprir 16 meses dos 27 aos quais tinha sido condenado por casos de corrupção, ao ter obtido a liberdade antecipada por boa conduta, confirmou à Agência Efe o Serviço de Prisões de Israel.

Segundo o jornal "Haaretz", Olmert, de 71 anos, deixou a prisão de Maasiyahu por volta das 6h (horário local, 0h em Brasília), como estava previsto, depois que quinta-feira passada o Serviço de Prisões de Israel aceitou rebaixar um terço sua pena de prisão.

A Promotoria Geral decidiu não apelar da decisão penitenciária apesar de a princípio ter mostrado objeções a conceder a Olmert a liberdade antecipada.

O ex-chefe do Executivo israelense obteve este benefício penitenciário em troca de participar em um programa de reabilitação e voluntariado, que deverá continuar agora, e se apresentar duas vezes por mês à Polícia.

Olmert foi premiê entre 2006 e 2009, e o sucessor político de Ariel Sharon, o qual conheceu no conservador Likud para depois segui-lo quando em 2005 fundou a legenda de centro Kadima.

O político foi o primeiro ex-chefe de Governo israelense a ser condenado e preso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos