Autoridades alemãs assumem que 18 pessoas morreram em acidente de ônibus

Berlim, 3 jul (EFE).- O governo da Alemanha e a polícia deram por feito nesta segunda-feira que as 18 pessoas que constavam como desaparecidas no incêndio de um ônibus que bateu contra um caminhão articulado no sul do país morreram no acidente, no qual outras 30 pessoas ficaram feridas.

Os passageiros desaparecidos "provavelmente morreram no ônibus em chamas", informou a polícia do estado da Baviera em um comunicado, pouco antes de o ministro dos Transportes, Alexander Dobrindt, relatar que, até agora, 11 corpos foram recuperados.

Segundo o ministro, as equipes de resgate concentram agora seus esforços em recuperar os corpos de outras sete pessoas que ainda constam como desaparecidas.

Em um comparecimento conjunto à imprensa com o titular de Interior regional, Joachim Herrmann, Dobrindt enfatizou que a dimensão do incêndio foi tamanha que já não resta nenhum elemento inflamável no ônibus, apenas o chassi de aço do veículo.

O imenso calor emitido pelas chamas tornou impossível uma aproximação das equipes de salvamento para tentar um resgate, por isso os bombeiros se concentraram em apagar o incêndio em primeiro lugar.

Dobrindt e o ministro de Interior da Baviera criticaram o "comportamento irresponsável" de muitos motoristas, "observadores curiosos", que circulavam pela rodovia onde aconteceu o acidente e que não facilitaram o acesso dos serviços de resgate.

Herrmann indicou que, no aeroporto de Munique, foi estabelecido um centro de atendimento às famílias das vítimas, enquanto a polícia de investigação criminal e os médicos forenses trabalham na identificação dos corpos.

O acidente aconteceu na estrada A9, na altura de Stammbach, no estado federado de Baviera, depois das 7h locais (2h de Brasília), quando o ônibus, que transportava um grupo de aposentados (46 pessoas e dois motoristas), bateu atrás do semirreboque do caminhão, que circulava a pouca velocidade devido ao tráfego congestionado.

Segundo o tabloide alemão "Bild", as vítimas tinham entre 66 e 81 anos.

O ônibus tinha saído do estado federado da Saxônia, no leste do país, com destino ao Lago de Garda, na Itália, informou o jornal regional "Frankenpost".

O motorista do caminhão, que transportava travesseiros e camas e que também se incendiou, saiu ileso, enquanto um dos motoristas do ônibus morreu no acidente.

A A9 permanecerá interditada em sua direção sul durante todo o dia, enquanto que na pista rumo ao norte o trânsito já foi restabelecido, informou a polícia.

Cerca de 220 efetivos dos bombeiros e da polícia se dirigiram ao local, além de integrantes de outros serviços de resgate, ambulâncias e vários helicópteros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos