Explosão de caldeira em fábrica têxtil deixa ao menos 4 mortos em Bangladesh

Daca, 3 jul (EFE).- Pelo menos quatro pessoas morreram nesta segunda-feira por causa de uma explosão na câmara de caldeiras de uma fábrica têxtil no centro de Bangladesh, dias depois que sindicatos e importantes empresas do setor assinaram um novo acordo para aumentar a segurança nos locais de trabalho.

O incidente ocorreu por volta das 19h locais (10h de Brasília) em uma fábrica no distrito de Gazipur, onde ainda estão em andamento os trabalhos de resgate a cargo da polícia e dos bombeiros, indicou à Agência Efe o número 2 da polícia local, Russell Sheikh.

"Por enquanto, foram recuperados quatro corpos, mas o balanço de mortos pode aumentar", detalhou a fonte, que acrescentou que a fábrica estava fechada quando ocorreu a explosão.

Na última quarta-feira, os sindicatos IndustriALL Global Union e UNI Global Union anunciaram a assinatura de um novo acordo com mais de 20 companhias internacionais do setor têxtil para garantir a segurança nas fábricas de Bangladesh, entre outros pontos.

O setor está há anos no olho do furacão devido a suas condições de trabalho no país, especialmente após o desabamento do complexo Rana Plaza em 2013, no qual morreram 1.100 trabalhadores e 2.500 ficaram feridos.

Os baixos salários e as péssimas condições de trabalho fazem com que as greves no setor sejam frequentes.

Cerca de 4 milhões de pessoas trabalham no setor têxtil em Bangladesh, que, com cerca de US$ 34 bilhões, representa 81% das exportações do país asiático.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos