Premiê japonês pede reflexão após histórica derrota de seu partido em Tóquio

Tóquio, 3 jul (EFE).- O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, afirmou nesta segunda-feira que seu partido deve levar as críticas "com seriedade" e "refletir profundamente", após a histórica derrota que sofreu nas eleições regionais de Tóquio, onde perdeu a maioria.

O novo partido formado pela governadora de Tóquio, Yuriko Koike, arrasou nas eleições para a Assembleia metropolitana da capital realizadas na véspera, ao conseguir 49 cadeiras das 127, enquanto que o conservador Partido Liberal Democrata (PLD) de Abe perdeu 35 cadeiras em relação a 2013, ficando com 23.

Trata-se da maior perda de cadeiras do PLD nas eleições para a assembleia de Tóquio, o que causou a renúncia do cabeça de lista do partido, Hakubun Shimomura.

"Passaram-se quase cinco anos desde o começo desta administração, e houve duras críticas sobre que o Governo talvez tenha relaxado em seu trabalho", disse Abe em alusão à sua chegada ao poder no final de 2012.

O líder conservador pediu a seu partido para "levar essas críticas com seriedade" e a "fazer esforços para recuperar a confiança dos cidadãos", em declarações publicadas pela agência "Kyodo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos