Exército do Azerbaijão entra em alerta por tensão em Nagorno Karabakh

Baku, 7 jul (EFE).- O Azerbaijão colocou suas forças armadas em alerta devido ao aumento da tensão na zona de conflito com a Armênia na região separatista de Nagorno Karabakh, informou o Ministério de Defesa azerbaijano em comunicado.

A fonte justificou esta medida como necessárias para fazer frente às "provocações" das forças armênias que controlam esse território azerbaijano de população armênia.

Segundo o governo de Baku, as tropas armênias entraram em estado de alerta para efetuar tais provocações, por isso o exército azerbaijano "lançou ataques de precisão que causaram perdas em homens e armamento à parte armênia".

O Ministério da Defesa azerbaijano detalhou que as ações das tropas de seu país ocorreram a sudeste de Nagorno Karabakh, na linha de separação de forças na região de Fizuli, cuja maior parte do território se encontra ocupado por armênios.

"Neste momento, a totalidade da linha de frente se encontra sob o controle absoluto das Forças Armadas do Azerbaijão", acrescentou o ministério na nota.

Na última terça-feira, dois cidadãos do Azerbaijão, uma senhora e sua neta de dois anos, morreram na região de Fizuli após o impacto de um projétil de artilharia disparado pelos armênios contra a aldeia de Alxanli, que fica cerca de 3 quilômetros da linha de separação de forças.

Um porta-voz de autoproclamada república de Nagorno Karabakh admitiu que se tratou de um ataque da artilharia que tinha como alvo posições militares azerbaijanas, que haviam aberto fogo contra as tropas armênias, e acusou Baku de utilizar a população civil como "escudo humano".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos