Lula é condenado em primeira instância a 9 anos e meio de prisão

São Paulo, 12 jul (EFE).- O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado nesta quarta-feira a nove anos e meio de prisão pela 13ª Vara Federal, em Curitiba, por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A sentença foi ditada pelo juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, e ainda cabe recurso. Esta é a primeira condenação criminal de um ex-presidente desde a Constituição de 1988.

No caso da sentença ditada nesta quarta-feira, Lula é acusado pelo Ministério Público Federal de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por supostamente ter recebido R$ 3,7 milhões em propina por causa de contratos assinados entre a construtora OAS e Petrobras.

Esse valor teria se materializado na reserva e reforma de um apartamento triplex no Guarujá, no litoral do estado de São Paulo, e no pagamento do armazenamento dos presentes recebidos durante a sua gestão, entre 2003 e 2010.

O imóvel aparece nos registros como propriedade da construtora OAS, mas, segundo a acusação, o verdadeiro dono seria Lula, que o teria recebido em conceito de propina.

Apesar da condenação, o ex-governante ainda pode se candidatar para as eleições presidenciais de 2018. Lula só será impedido de concorrer caso a sentença seja confirmada em segunda instância.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos