Bolívia acusa grupo ligado ao PCC por tiroteio que deixou 5 mortos

La Paz, 13 jul (EFE).- O grupo que provocou nesta quinta-feira um tiroteio que deixou cinco mortos na cidade de Santa Cruz de La Sierra, na região central da Bolívia, está relacionado com o Primeiro Comando da Capital (PCC), informaram fontes oficiais.

Em entrevista coletiva, o ministro de Governo da Bolívia, Carlos Romero, confirmou a morte de três dos assaltantes, um policial e de uma das reféns, que era gerente da joalheira Eurochrones, onde ocorreu o roubo frustrado pelos agentes.

Além disso, seis pessoas ficaram feridas: três policiais e outros três funcionários da joalheria que seria assaltada.

O ministro disse que não foi a primeira vez que a quadrilha tentava uma ação como a de hoje e afirmou que eles estão ligados ao PCC, uma das principais organizações criminosas do Brasil.

"Por isso, eles devem ser considerados criminosos muito perigosos que, como demonstraram, estavam dispostos a matar", destacou.

A mulher que morreu foi utilizada como escudo humano pelos assaltantes, assim como outros dos funcionários da joalheria.

Vídeos gravados por moradores, que viralizaram nas redes sociais, mostram os bandidos fazendo quatro reféns quando começa o tiroteio.

Dois dos assaltantes mortos eram brasileiros. As autoridades bolivianas ainda precisam confirmar a nacionalidade do terceiro homem, disse o ministro.

A polícia da Bolívia prendeu um homem e uma mulher que fazem parte da quadrilha. Eles teriam sido detidos em uma operação em uma casa de segurança, onde os agentes também encontraram munição.

Os dois serão acusados pelos crimes de homicídio, roubo agravado e organização criminosa.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, falou sobre o assunto em sua conta no Twitter, destacando que a ação da polícia foi "imediata e oportuna".

A Promotoria de Santa Cruz informou que já formou duas comissões, uma de promotores e outra de especialistas em balística, para investigar o tiroteio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos