Chuvas na Índia deixam mais de 50 mortos e quase 2 milhões de afetados

Nova Délhi, 13 jul (EFE).- Mais de 50 pessoas morreram e quase 2 milhões foram afetadas pelas inundações e fortes chuvas nas últimas seis semanas no nordeste da Índia, para onde foram enviadas dezenas de barcos e equipes de resgate para prestar socorro à população.

Desde o último dia 31 de março, quando as monções chegaram a esta região, pelo menos 49 pessoas morreram no estado de Assam por deslizamentos de terra, afogamento e desabamentos, cinco delas nas últimas 24 horas, informou nesta quinta-feira à Agência Efe um porta-voz da Autoridade de Gestão de Desastres regional (ASDMA), Subhan Ahmed.

Assam é um dos estados mais atingidos, com 1,74 milhões de afetados (quase 30 mil deles evacuados a acampamentos), 2.450 localidades alagadas e mais de 86 mil hectares de cultivo inundadas, segundo o balanço diário da ASDMA.

Além de danificar milhares de casas e dezenas de estradas e pontes, as fortes chuvas afetaram mais de meio milhão de animais, vários deles pertencentes ao Parque Nacional de Kaziranga, onde se encontra a maior parte dos rinocerontes de um só chifre que restam no mundo.

De acordo com o relatório da ASDMA, 77% da área deste importante parque estão inundados.

Enquanto quase 200 barcos de agências e departamentos de emergências trabalham para resgatar as vítimas, Ahmed afirmou que a situação começa a melhorar e o nível da água está descendo na maior parte da região.

O vice-ministro do Interior da Índia, Kiren Rijiju, viajou hoje a Assam para avaliar a situação e, após sobrevoar a região, compartilhou em sua conta no Twitter imagens aéreas nas quais era possível observar vastos territórios completamente inundados.

Além de Assam, pelo menos outros dois estados do nordeste foram afetados pelas chuvas, entre eles Arunachal Pradesh, onde esta semana morreram 14 membros de uma mesma família em um deslizamento de terra.

Estes incidentes meteorológicos são habituais no sul da Ásia na época de mais intensidade das monções, sobretudo entre julho e agosto, e costumam deixar centenas de mortos e milhões de afetados na região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos