Lula afirma que está disposto a ser candidato, após condenação por Moro

São Paulo, 13 jul (EFE).- O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - condenado a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro - disse nesta quinta-feira que está disposto a ser candidato à presidência pelo PT nas eleições gerais de 2018.

"Quero dizer ao meu partido que até agora não tinha pedido, mas a partir de agora vou reivindicar ao PT o direito de me apresentar como postulante à candidatura", afirmou Lula, que até hoje tinha expressado seu desejo de concorrer às eleições do próximo ano, mas nunca de uma maneira tão contundente.

Lula foi condenado na quarta-feira em primeira instância a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz federal Sergio Moro por uma trama de corrupção associada à rede que operava na Petrobras, mas a sentença deverá ser ratificada por um tribunal superior.

"Se alguém pensa que com esta sentença me tiraram do jogo (político), podem saber que ainda estou no jogo", indicou Lula em seu primeiro pronunciamento público após a condenação.

Lula aparece atualmente como o líder mais bem avaliado nas pesquisas, apesar dos diversos escândalos de corrupção envolvendo seu nome.

A condenação de ontem foi ditada em primeira instância, e a decisão proferida pelo juiz federal Sergio Moro pode ser revertida por um tribunal superior.

Mas, caso a segunda instância ratifique tal sentença, Lula perderá seus direitos políticos e não poderá ser candidato nas eleições presidenciais de 2018.

Rodeado de dirigentes e militantes do PT, o ex-governante disparou contra o Poder Judicial e a imprensa nacional pelas supostas tentativas de tirá-lo do cenário político e por uma sentença que considerou "política".

"Para aqueles que esperam o fim de Lula (...) Estou disposto a lutar da mesma forma do que quando tinha 30 anos", comentou.

Além disso, advertiu aos militantes do PT que "terão um pré-candidato com problemas jurídicos nas costas" e prometeu "lutar" com o seu próprio partido para "ganhar o apoio necessário" e "lutar nas ruas para convencer a sociedade".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos