Lula diz que condenação "é política" e desafia Justiça a apresentar provas

São Paulo, 13 jul (EFE).- O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, disse nesta quinta-feira que essa sentença é "política" e desafiou a Justiça a apresentar "uma só prova" que o incrimine.

"Se alguém tiver uma prova contra mim, por favor, diga. Mande para a Justiça, mande para a Suprema Corte, mande para a imprensa. Eu ficaria mais feliz se fosse condenado por conta de uma prova", afirmou. "Não sei como alguém consegue escrever quase 300 páginas para não dizer absolutamente nada contra a pessoa que quer acusar", disse em seu primeiro pronunciamento público após a condenação, na sede do Partidos dos Trabalhadores (PT) em São Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos