Três sírios morrem por tiros disparados pela guarda fronteiriça turca

Beirute, 13 jul (EFE).- Pelo menos três civis sírios, entre eles um adolescente de 16 anos, morreram nas últimas 24 horas após tiros disparados da guarda fronteiriça turca quando tentavam cruzar do seu país para a Turquia, informou hoje o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

As três vítimas morreram em uma área de fronteira da província síria de Idlib.

Com estes, chega a 233 o número de mortos, entre eles 36 crianças e 18 mulheres, os civis mortos por ataques de guardas turcos quando tentavam passar do território sírio para o Estado vizinho.

O diretor do Observatório, Rami Abderrahman, explicou à Agência Efe por telefone que a sua organização documenta as vítimas desde 2016 porque "a partir desse ano a Turquia fechou a fronteira com a Síria e seus guardas disparam contra os sírios que querem cruzar".

"Antes houve dois ou três mortos por esse motivo, mas foi em 2016 quando se intensificou", destacou Rami.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos