Trump diz que muro por toda a fronteira com o México não é necessário

Washington, 13 jul (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acredita que não é necessário um muro que cubra toda a fronteira com o México, e que bastará construir uma barreira física de "entre 700 e 900 milhas" (1.226 a 1.448 quilômetros), das mais de 2.000 milhas (3.218 quilômetros) que dividem os países.

"É uma fronteira de 2 mil milhas, mas não é necessário ter 2 mil milhas de muro, porque temos muitas barreiras naturais", disse Trump em declarações à imprensa na quarta-feira no Air Force One e cuja divulgação foi autorizada pela Casa Branca nesta quinta-feira.

"Há montanhas, há alguns rios que são violentos e cruéis. Há áreas que estão tão longe que realmente não há pessoas que atravessam. Assim isso não faz falta, mas sim fazem falta entre 700 e 900 milhas", acrescentou o presidente.

Trump também disse que "não brincava" quando, no final de junho, propôs que o muro fosse coberto de painéis solares para reduzir os custos de sua construção que, segundo ele, devem ser pagos pelo México, algo o que o governo mexicano se nega a fazer.

"Há uma possibilidade de construirmos um muro solar. Temos companhias importantes que estão estudando. Não há nenhum lugar melhor para a energia solar do que a fronteira com o México, a fronteira sul", afirmou Trump.

O presidente americano apontou que também será necessário que o muro seja "transparente", para que "seja possível ver através dele", ou que "poderia ser um muro de aço com fendas".

"Darei um exemplo: por mais horrível que pareça, quando atiram grandes sacos de drogas e há gente no outro lado do muro, você não os vê, e podem te acertar na cabeça com 27 quilos. (Sua vida) estaria acabada. Assim, por mais louco que pareça, precisamos de transparência nesse muro", acrescentou.

Trump disse que já há "desenhos incríveis" para erguer a barreira física, e acrescentou que, em certo sentido, ela já começou a ser construída porque "está sendo reparada parte" da cerca que já existe na fronteira sul.

"Assim que, de fato, começamos com o muro", afirmou o presidente, que falou com a imprensa em "off", mas depois autorizou a divulgação de suas declarações, publicadas pela Casa Branca hoje.

Em junho, o subdiretor em exercício da Patrulha Fronteiriça dos EUA, Ronald Vitiello, adiantou que o Executivo tinha detectado 209 quilômetros nos quais não iria construir o muro fronteiriço devido à existência de fronteiras naturais, como rios ou precipícios.

O governo americano não planeja erguer um muro em parte do Rio Bravo, um dos maiores pontos de passagem de imigrantes, e tampouco no Parque Nacional Big Bend, situado no sudoeste do Texas e por onde é muito difícil atravessar.

Em março, o Executivo abriu a concurso público a construção do muro para que as empresas apresentem seus projetos com o objetivo de iniciar as obras no ano que vem, disse em junho a chefe da patrulha fronteiriça, Carla Provost.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos