Governo independentista catalão muda para preparar consulta soberanista

Barcelona, 14 jul (EFE).- O Governo da região da Catalunha, de cunho independentista, se renovou nesta sexta-feira para enfrentar o processo de preparação de uma consulta soberanista que deseja convocar para dia 1º de outubro próximo e que os tribunais e o Executivo espanhol consideram ilegal.

O governante da região, Carles Puigdemont, anunciou várias mudanças dentro dos departamentos de Presidência, Interior e Ensino, que são os mais envolvidos na preparação desse hipotético referendo.

Puigdemont admitiu que os três titulares até agora dessas Secretarias tinham decidido "dar um passo para o lado" neste processo, um modo de reconhecer que esses três conselheiros não estão plenamente convencidos de continuar com os preparativos.

O Estado planeja ações políticas e judiciais diante do desafio separatista catalão, que supõem que os políticos envolvidos no processo soberanista poderiam ser inabilitados para cargo público e também fazer frente com seu patrimônio pessoal a eventuais multas ou condenações.

Esta hipótese já levou à cessação, na semana passada, do conselheiro de Empresas catalão, após afirmar em uma entrevista que estaria disposto a ir para a prisão por seu separatismo, mas não para prejudicar sua família se perder seu patrimônio pessoal ao sofrer sanções.

O Governo da região da Catalunha (7,5 milhões de habitantes e um PIB em torno de 19% do espanhol) é integrado por uma coalizão de políticos de partidos de centro-direita e de esquerda republicana, bem como independentes, e no Parlamento local é apoiado por um partido (CUP) anticapitalista e antissistema.

Esse governo quer convocar um referendo de independência para 1º de outubro, depois que um projeto similar, em novembro de 2014, terminou em uma consulta informal sem valor legal.

Apesar disso, os promotores dessa consulta de três anos atrás ficaram inabilitados para desempenho de cargo público pelos tribunais espanhóis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos