Líder das Farc é internado após 19 dias em greve de fome

Bogotá, 14 jul (EFE).- Seusis Pausias Hernández, nome pelo qual é conhecido Jesús Santrich, um dos líderes das Farc, foi hospitalizado nesta sexta-feira após sofrer uma descompensação como consequência de 19 dias de greve de fome para exigir a liberdade dos presos da guerrilha.

"Como consequência da greve de fome exigindo a liberdade de prisioneiros das FARC, Jesús Santrich é hospitalizado por descompensação", informou no Twitter a agência "NC Noticias", ligada à insurgência. Segundo a informação, Santrich é "atendido na clínica Shaio", de Bogotá.

O chefe guerrilheiro começou uma greve de fome no dia 26 de junho para se solidarizar com os insurgentes que permanecem retidos nas prisões do país.

Em 11 de julho, o governo colombiano indicou que beneficiou 7.696 ex-guerrilheiros das Farc com anistias e indultos como parte do acordo de paz.

A anistia foi estabelecida no acordo de paz assinado entre o governo e as Farc em 24 de novembro do ano passado e se materializou em uma lei expedida em 20 de dezembro pelo Congresso da República. EFE

cpy/vnm

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos